Rabino messiânico relaciona Israel, antissemitismo e terror do Hamas às profecias

O rabino messiânico, Jason Sobel, condena o terrorismo do Hamas e diz que o ódio aos judeus tem sua origem no mundo espiritual. Em entrevista recente à CBN Digital, ele compartilhou uma visão sobre o contexto histórico da guerra entre Israel e Hamas.

Conforme explica em seu livro “Sinais e Segredos do Messias: Um Novo Olhar para os Milagres de Jesus”, o conflito tem relação com implicações espirituais e algumas profecias que estão em jogo.

“O nascimento de Israel é um milagre moderno e a forma como esse milagre aconteceu é contra todas as probabilidades. Deus é um Deus sobrenatural. Em cada geração surgiu um Hitler ou um Hamas para tentar destruir o povo judeu, mas Deus o preservou”, disse

Sobel também aponta para profecias na Bíblia que parecem prever o que vemos acontecer hoje, incluindo a retórica antijudaica do Irã e as tentativas de expulsar Israel da face da Terra.

‘O ódio aos judeus tem natureza espiritual’

Embora ele tenha dito que a crise atual não é uma prova necessária de que estamos chegando ao fim, os acontecimentos estão tomando forma e são dignos da nossa observação.

Não é o fim, mas é uma prévia da direção que o mundo está tomando”, disse o rabino ao observar que o Hamas fez o povo judeu experimentar a mesma dor causada durante os horrores do Holocausto.

“Alguém que perdeu a maior parte da sua família no Holocausto, agora vê essa barbárie cometida pelo Hamas. Isso acorda os traumas dos judeus em todo o mundo”, disse Sobel ao reforçar que o ódio dirigido ao povo judeu tem elementos políticos, mas é predominantemente de natureza espiritual.

‘Não se resolve questões espirituais com meios políticos’

“Há um lado político nisso, mas a realidade é que tem uma raiz espiritual. Precisamos compreender que não se resolve questões espirituais com meios políticos”, refletiu o estudioso.

O rabino relacionou a violência do Hamas com alguns textos bíblicos, como Gênesis 6.11, onde diz que “a terra estava corrompida aos olhos de Deus e cheia de violência”.

“Nos dias de Noé, Deus viu que o mundo estava cheio de violência e Hamas é uma palavra para a violência. Deus ficou triste e, por fim, trouxe o dilúvio ao mundo por causa do Hamas. E o próprio Jesus disse em Mateus 24: Como foi nos dias de Noé, assim será nos dias da vinda do Filho do Homem”, lembrou.

Sobel continuou: “Portanto, não creio que seja coincidência que nos dias de Noé houvesse violência como a do ‘Hamas’ na Terra, e esse nível de Hamas está literalmente sendo demonstrado hoje pela organização terrorista”.

Sobel disse que o seu coração se parte pelos palestinos inocentes que sofrem nesta “situação terrível” e disse que as pessoas devem realmente perguntar-se quem é o responsável por tudo isso. A situação atual requer um mergulho profundo na história”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *