Polícia invade base missionária durante batismo e prende cristãos na China

No dia 9 de novembro, autoridades da China invadiram um centro missionário que realizava um culto de batismo na cidade de Dazhou.

Li Yingqiang e o pastor Dai Zhichao da Chengdu Early Rain Covenant Church viajaram para visitar o “Good Land Mission Center” (“Centro Missionário Da Boa Terra”). 

A base missionária realizou um culto de batismo e adoração na sala de conferências de um hotel. Durante o momento de adoração, os cristãos foram surpreendidos por mais de dez policiais, agentes de segurança nacional e funcionários do departamento de assuntos religiosos e civis.

Segundo a ChinaAid, os oficiais tentaram interromper o culto, mas desistiram depois que os fiéis pediram que eles respeitassem a reunião. 

No entanto, ao final do culto, eles não permitiram que ninguém saísse e levaram treze cristãos para a delegacia de Chaoyang, incluindo Li Yingqiang, o pastor Dai Zhichao e Hou Duoshu, líder do centro missionário. 

Os policiais interrogaram os cristãos e coletaram depoimentos por escrito. O pastor Dai Zhichao, An Yankui e Wang Yingjie foram liberados. Porém, Li Yingqiang e Hou Duoshu ainda estão detidos.

A missão

O “Good Land Mission Center” faz parte da Chengdu Early Rain Covenant Church (ERCC). O líder, Hou Duoshu, um prisioneiro que foi condenado a mais de dez anos, ouviu o Evangelho na prisão. 

Depois de saber que a igreja tem um projeto que serve os prisioneiros, ele se juntou à missão e à medida que estudava a Bíblia, sua vida mudou completamente. 

Ele foi batizado na Igreja Early Rain Covenant de Chengdu e se dedicou a compartilhar a Palavra de Deus. Então, estabeleceu o centro missionário em Dazhou, sua cidade natal.

De acordo com a ChinaAid, ao longo dos anos, o “Good Land Mission Center” sofreu com a perseguição religiosa do país. Os cultos dominicais foram invadidos pela polícia diversas vezes. E apesar da opressão, os cristãos nunca pararam de se reunir.

De acordo com o International Christian Concern, organização cristã que monitora a perseguição no mundo, os membros da igreja doméstica são frequentemente perseguidos pelo governo chinês, porque a ERCC é vista como uma “seita” pelas autoridades locais. 

A Igreja Chengdu Early Rain Covenant pediu aos crentes que orassem para que a glória de Deus preenchesse a cidade de Dazhou. Assim como, pediram pela libertação de Li Yingqiang e Hou Duoshu.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *