Mulher que jogou a Bíblia fora testemunha visão com Jesus: “Soube que Ele estava vivo”

Marion cresceu em um lar cristão e frequentava a igreja quando criança. Porém, na juventude, ela se desviou e passou a não acreditar na Palavra de Deus.

“Desde criança fui criada para acreditar em Jesus. Eu era dedicada a Ele. Na minha adolescência, cantei em rádios cristãs e em eventos públicos para jovens. Infelizmente, na imaturidade e na falta de compreensão da Bíblia, rejeitei Jesus como principal modelo de fé e me tornei rebelde”, disse ela à Eternity News.

Um dia, enquanto estava angustiada, Marion contou que jogou fora sua Bíblia. Durante 14 anos, ela enfrentou dificuldades em seus relacionamentos e se afundou em uma profunda tristeza. 

Nesse período, seu pai permaneceu orando para que ela voltasse para Jesus: “Ele clamava: ‘Traga minha filha de volta, Senhor. Traga-a de volta’”, relembrou ela.

Na faixa dos 30 anos, Marion decidiu buscar conhecer a Deus e voltou para a igreja.

“Fui ao estudo bíblico para mulheres, e elas estavam estudando o livro de Efésios. Fiquei surpresa com a palavra ‘graça’. Não me lembro de ter ouvido isso antes. A misericórdia de Deus em Cristo me surpreendeu e eu apenas chorei”, contou ela.

Ela citou o texto bíblico em Efésios 2:8: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus”.

E acrescentou: “A salvação não dependia de mim. Jesus morreu em meu lugar e me acolheu em sua amada família”. 

Encontro com Jesus

Durante semanas, Marion disse que chorou em arrependimento e buscou mais da Palavra de Deus. 

“Três anos depois, sentada na minha cozinha, eu estava lendo o livro de Romanos, quando senti alguém na sala. Imediatamente percebi que era Jesus. Então, me joguei aos pés dele. Ele disse: ‘Levante-se’. Olhei para seu rosto e seus olhos demonstravam amor. Um fogo parecia irradiar de sua testa. Seu braço esquerdo estava estendido para mim e eu vi as cicatrizes profundas em suas mãos. Então, eu soube que Jesus estava vivo”, testemunhou ela.

Marion afirmou que já se passaram quase 30 anos desde a experiência sobrenatural. 

“Sou uma avó feliz. Em 2006, me aposentei do trabalho e busquei no Senhor o que fazer. Dentro do meu coração, senti suas palavras: ‘Mulheres, vítimas da guerra. Afeganistão’”, relatou ela.

E continuou: “Com isso, me formei como professora de inglês para falantes de línguas estrangeiras e ensinei mulheres refugiadas afegãs em Sydney. Elas se tornaram minhas amigas e foi muito especial”.

Depois disso, Marion foi para o Paquistão, onde havia muitos refugiados afegãos. Lá, ela viveu com muçulmanos e testificou o poder do Espírito Santo. 

Aos 71 anos, ela contou que foi para o Afeganistão e ensinou inglês a jovens numa faculdade. 

“Jesus tem compaixão por aqueles que estão sofrendo. Ele está sempre presente. Às vezes, Cristo escolhe os fracos e os tolos para mostrar a sua glória. Ele diz: ‘Vá e diga a eles que estou vivo’”, concluiu ela.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *