Miss Paquistão pode ser impedida de ir ao Miss Universo por ser cristã

A Miss Paquistão corre o risco de ser impedida de participar do Miss Universo devido à sua fé cristã.

De acordo com o Bitter Winter, Erica Robin conquistou o título recentemente e irá representar seu país no maior concurso de beleza, que acontecerá em novembro em El Salvador.

Erica tem uma carreira de sucesso como modelo, cursa Administração de Empresas e possui uma reputação incontestável. 

Entretanto, a fé da Miss, que ela testemunha publicamente, está incomodando os partidos radicais islâmicos do Paquistão.

Mohammad Taqi Usmani, um importante intelectual do islã, declarou que Erica não pode representar o país no Miss Universo por ser uma cristã.

Os partidos radicais ainda realizaram um protesto contra o Miss Universo Paquistão, alegando que concursos de beleza são contra o islamismo.

Investigação

Temendo mais manifestações de extremistas mulçumanos nas ruas, o governo paquistanês anunciou que a inteligência do país irá investigar o concurso e a vitória de Erica Robin.

Segundo Massimo Introvigne, especialista em perseguição religiosa, a jovem cristã poderá ser proibida de participar do Miss Universo em El Salvador.

Cristãos têm sido alvo de perseguição por muçulmanos no Paquistão. Em agosto, uma onda de ataques atingiu a comunidade cristã. No total, 26 templos foram destruídos e 1.000 cristãos fugiram de suas casas.

O Paquistão ficou em 7° lugar na lista de observação mundial de 2023 da Portas Abertas dos lugares mais difíceis para ser cristão, acima do oitavo lugar no ano anterior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *