Igreja clandestina produz 25.000 Bíblias em gráfica secreta no Oriente Médio

A igreja clandestina no Oriente Médio vive entre mais de 300 milhões de muçulmanos que não conhecem Jesus. Recentemente, a equipe da missão Global Christian Relief visitou duas gráficas secretas na região, onde Bíblias são impressas e distribuídas.

A Palavra de Deus é ilegal na área, por isso, membros de uma igreja clandestina estão arriscando suas vidas para compartilhar o Evangelho com cristãos perseguidos e muçulmanos.

Um líder cristão local chamado Omar, contou sua experiência: “Recebemos ameaças de morte. Enfrentamos perseguições constantemente, mas temos paz em Jesus. Todos os dias, não sabemos se viveremos ou morreremos. Nossa vida está nas mãos de Deus”. 

Visita aos armazéns

Uma equipe da missão Global Christian Relief visitou dois armazéns secretos no Oriente Médio. 

Na primeira instalação, o missionário mostrou que foram impressas 25.000 cópias do Novo Testamento. Segundo ele, as Escrituras serão amarradas e contrabandeadas para o Irã. 

O objetivo da produção é fortalecer o crente e a igreja perseguida. O homem explicou que não pode mostrar as capas das Bíblias, nem os rostos dos cristãos que estão trabalhando, porque a guerra e a perseguição são muito perigosas na região. 


A Bíblia infantil. (Foto: Reprodução/YouTube/Global Christian Relief)

Logo depois, ele mostrou uma instalação focada na produção de Bíblias infantis e comentou:

“Sabemos que estas Bíblias terão um impacto poderoso nas crianças para o Reino de Deus. Ficamos muito felizes em ver essas cópias sendo impressas. No entanto, a realidade de ser um impressor das Escrituras é muito mais difícil do que poderíamos imaginar”. 

Testemunho

Em um vídeo, o missionário conversou com um homem identificado como Simco, que contou sua experiência como um dos cristãos que trabalha na produção da Palavra de Deus nas gráficas.

“Já fui preso três vezes e eles se cansaram de tentar me matar. Uma vez eles fizeram coisas muito ruins com meus filhos só para me fazerem negar minha fé. Se ainda estamos vivos, é por causa das orações dos crentes e da proteção de Cristo”, disse ele.

E continuou: “Ore para que tenhamos sucesso com o processo de impressão, é muito importante imprimir mais Bíblias e entregá-las a mais pessoas para mudar suas vidas”.

Simco relembrou que quando um dos agressores olhou para a Bíblia, ele reconheceu que era o livro mais importante do mundo: “E por causa disso, eu nunca vou desistir”, afirmou ele.

“A história de Simco partiu meu coração pelo que ele e seus companheiros viveram, mas isso também me inspirou por sua incrível resiliência e fé em sua missão”, concluiu o missionário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *