Idosos que aceitaram Jesus fogem de casa após ameaça muçulmana: ‘Precisamos de orações’

Um casal de idosos fugiu da sua aldeia no leste do Uganda depois que familiares muçulmanos os ameaçaram devido a sua conversão ao cristianismo.

Na aldeia de Wakalende, na cidade de Mayuge, Sula Mugudi, de 70 anos, e sua esposa, Aisha Mugudi, de 62, aceitaram Jesus no dia 16 de setembro deste ano, durante uma campanha evangelística em uma igreja local.

Três dias após a conversão, o casal participou de uma vigília de oração e só retornaram para casa no dia 20. Os familiares destruíram parte de sua casa ao descobrirem sobre a conversão.

“Quando entramos na casa, descobrimos que havia uma mensagem ameaçadora: ‘Hoje, se encontrarmos vocês por aí, destruiremos vocês junto com a casa. Vocês se tornaram uma vergonha para nossa família muçulmana ao aderir a uma religião errada’”, disse Sula Mugudi ao Morning Star News. 

Ajuda da igreja

Então, eles fugiram: “Foi um momento muito difícil para nós. Não tínhamos lugar para ficar, roupas e lençóis”, acrescentou.

Segundo o Morning Star News, um pastor, cujo nome não foi divulgado por razões de segurança, disse que os idosos foram levados para o mais longe possível a fim de evitar ataques dos parentes.

“Quando o casal chegou à nossa igreja, eles pareciam abalados e com medo. A igreja os escondeu pelo bem da vida desses dois novos cristãos. Precisamos de orações pela proteção e providência de Deus”, explicou o pastor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *