Guerra entre Israel e Hamas está ligada às profecias do fim? Escritor responde

Especialista em profecias, Jeff Kinley acredita que a guerra entre Israel e o grupo terrorista Hamas é mais uma prova de que estamos potencialmente “vivendo nos últimos dias”.

Autor do novo livro “God’s Grand Finale” (O Grande Final de Deus, em tradução livre), Kinley falou sobre os sinais do fim dos tempos de forma mais ampla, dizendo que as profecias bíblicas predizem claramente muito sobre o conflito futuro em Israel.

“[Discute] guerras e rumores de guerras que vão acontecer, terremotos que estão acontecendo agora”, disse ele.

“Todas essas coisas que estão acontecendo são os precursores, creio eu, dos eventos reais do fim dos tempos que vemos no [livro do] Apocalipse.”

E continuou o autor cristão: “Então, na minha opinião, é apenas mais uma confirmação de que estamos vivendo em tempos muito voláteis, mas também em tempos muito proféticos”.

Escatologia

Kinley, que se concentra em assuntos relacionados à escatologia e ao estudo das profecias bíblicas, estava com viagem marcada para Tel Aviv quando houve os ataques terroristas do Hamas.

Diante do acontecimento, o autor, que examina as Escrituras à luz de eventos contemporâneos e faz interpretações segundo a fé cristã, mergulhou ainda mais na profecia de Israel na Bíblia.

Jeff Kinley em entrevista à CBN News. (Captura de tala/CBN News)

Seu ministério é explicar como os eventos bíblicos, que ainda estão por vir, dependem de Israel estar de volta ao mapa – o que não aconteceu até 1948.

Kinley compara o ressurgimento de Israel, 1.900 anos após o cerco de Roma a Jerusalém em 70 d.C., a um “milagre”.

Israel é chave

De acordo com Kinley, o Apocalipse faz menção explícita a Israel como um elemento-chave desses eventos, levando muitos a especular antes de 1947 sobre como essas profecias poderiam se concretizar literalmente.

Mas assim que Israel regressou após os horrores do Holocausto, essa narrativa mudou. E com essa clareza veio o caos.

“Não houve nada além de conflito desde então, porque Satanás e as nações vizinhas não querem que eles ocupem a terra que Deus prometeu a Abraão… Satanás é muito territorial e Deus prometeu aquela terra a Abraão, e então acho que essa é uma das coisas isso realmente é um sinal revelador.”

Kinley disse que é notável que os judeus tenham regressado às suas terras “depois de 20 séculos sendo espalhados por 70 nações”, comparando o regresso ao “milagre no Mediterrâneo”.

O escritor disse que Deus está enviando sinais ao mundo para prestar atenção à profecia bíblica, observando sua prevalência no Antigo Testamento.

“Tem sido dito que cada profeta do Antigo Testamento, além de Jonas, de alguma forma, prediz o reagrupamento dos judeus de volta à Terra Santa”, disse Kinley.

“A razão pela qual isto é tão significativo é que, quando olhamos para as profecias do fim dos tempos, o livro de Apocalipse e Daniel [entre outros textos], nenhuma dessas profecias pode realmente acontecer a menos que Israel esteja na terra.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *