Franklin Graham diz que é difícil o rico ouvir sobre Jesus: ‘O materialismo é o seu deus’

Durante sua visita à Alemanha para pregar no ‘Festival der Hoffnung’ (em português, Festival da Esperança) na cidade de Essen, em evento que envolveu a colaboração de 260 igrejas locais, Franklin Graham concedeu uma entrevista à revista cristã Pro Medienmagazin.

O evangelista falou sobre diversas questões sociais e de fé, abordando inclusive o posicionamento que as pessoas devem ter hoje em relação a Deus.

Questionado se é mais difícil falar de Jesus para pessoas ricas, como por exemplo os alemães, Graham respondeu:

“Sem dúvida. Isto ocorre porque a prosperidade leva à pobreza espiritual. Se alguém tem tudo o que deseja, então não precisa de Deus. Então o materialismo se torna seu deus. Mas a Bíblia diz que todos enfrentaremos a morte em algum momento: Deus contou os nossos dias”, lembrou.

Graham disse que é “nesse ponto as pessoas começam a fazer perguntas: Estou pronto para estar diante de Deus? Existe um Deus? Existe um criador?”

“Todas as pessoas numa sociedade rica já se fizeram esta pergunta em algum momento. Você tem dinheiro, uma casa, uma conta bancária. Mas elas ainda sentem um vazio interior. Elas não estão satisfeitas e procuram o sentido da vida. Viemos à Alemanha para dizer às pessoas como podem ter um relacionamento com Deus, o Criador do universo. Através da fé em seu Filho, Jesus Cristo.”

Política e divisões

“Sabemos que Deus nos ama e que Cristo nos ama porque deu a sua vida pelos nossos pecados. É claro que estamos politicamente divididos. Há guerra na Europa pela primeira vez em sete décadas. Há ódio e assassinato no mundo. Nós, como cristãos, devemos deixar o mundo saber que este não é o plano de Deus”, respondeu.

O filho de Billy Graham disse que “Deus quer que amemos e cuidemos uns dos outros.”

“Como a Bíblia diz: ‘Faça o bem àqueles que os perseguem’. O mundo diz: ‘Se alguém te machucar, revide’. Mas Jesus disse: ‘Se alguém te bater na face direita, vire também a esquerda. Se alguém tirar seu casaco, dê-lhe também sua capa. Se um soldado romano lhe pedir para correr uma milha e carregar sua bolsa, então vá com ele duas milhas’. Essa foi a maneira que Jesus ensinou. E acho que deveríamos fazer isso também.”

‘Aborto é assassinato’

O evangelista também falou à Pro Medienmagazin sobre o que pensa a respeito do aborto.

“Penso que é importante que, como pregador cristão, eu fale abertamente sobre questões morais”, disse.

“Um dos grandes problemas do nosso país [os EUA] é, obviamente, o assassinato. E como cristãos acreditamos que o aborto é homicídio. Sei que o aborto é legal em quase todos os países ocidentais do mundo, mas só porque os políticos dizem que é legal não significa que seja certo”, afirmou.

Graham disse que esse tipo de questão na sociedade faz com que faça comentário sobre moralidade.

“Não comento se devemos aumentar os impostos, se devemos construir uma estrada ou se devemos gastar dinheiro para enviar pessoas para o espaço. Estas não são questões morais. Mas sempre que há uma questão moral, penso que é importante dizer o que Deus tem a dizer sobre essa questão”, justificou o pastor.

Relacionamento com Deus

Perguntado sobre o que o deixa mais feliz, se ajudar outras pessoas de maneira prática ou pregar o evangelho, Graham respondeu:

“Minha maior satisfação vem de dizer às pessoas como elas podem ter um relacionamento com Deus por meio da fé em Seu Filho, Jesus Cristo. Mas se pudermos ajudar as pessoas nos momentos de necessidade – na guerra, na fome, na doença – então isso me dá grande satisfação”.

Graham disse ainda que “também queremos falar às pessoas sobre a nossa esperança em Cristo, que é o objetivo da nossa organização de ajuda humanitária ‘Samaritan’s Purse’ (Bolsa do Samaritano)”.

“Queremos que as pessoas saibam que Deus as ama. Quando as pessoas passam por uma crise, muitas vezes pensam que talvez Deus as esteja julgando ou que esteja zangado com elas”, disse.

“Quero que elas saibam que isso não é verdade. Deus nos ama e cuida de nós e quer que nos aproximemos dele. A Bíblia nos diz que Deus quer que todos nós, cada um de nós, sejamos salvos”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *