Várias igrejas desabaram no Nepal depois de um terremoto devastador de magnitude 6,4 atingir partes remotas do oeste do país do sul da Ásia na semana passada, causando destruição generalizada e mais de 150 mortes, disseram grupos cristãos.

O terremoto, que ocorreu pouco antes da meia-noite, horário local, de 3 de novembro, afetou principalmente os distritos de Jajarkot e West Rukum, cerca de 480 quilômetros a oeste da capital, Katmandu. Os tremores foram sentidos em cidades distantes, incluindo Delhi, na vizinha Índia, segundo relatos da mídia.

Danos significativos às estruturas religiosas foram relatados pelas agências missionárias internacionais cristãs sediadas nos EUA, GFA World e Barnabas Aid.

KP Yohannan, fundador da GFA World, disse num comunicado que várias igrejas parceiras nas áreas afetadas pelo terramoto estão “destruídas”. O grupo relatou que só numa aldeia, três membros da igreja foram mortos.

A GFA World disse que os seus esforços se concentraram na mobilização de membros da igreja local para operações de resgate e socorro, fornecendo suprimentos essenciais como alimentos, cobertores e tendas aos milhares de pessoas afetadas.

Devido às localizações remotas de muitas aldeias afetadas, inacessíveis por veículos regulares, os trabalhadores da igreja recorreram a motorizadas para chegar e ajudar estas comunidades. A GFA World estima que até 90% das habitações simples de barro e tijolo em algumas áreas ruíram.

A Barnabas Aid também descreveu a situação crítica enfrentada pelos cristãos após o terremoto, dizendo que um parceiro local estima que mais de 18 mil casas e pelo menos 20 igrejas foram destruídas.

Tanka, um parceiro do projeto no oeste do Nepal, disse que a grave escassez de alimentos e as péssimas condições de vida se seguiram à perda de casas. As pessoas estão expostas a temperaturas congelantes, acrescentou.

Um pastor local, identificado apenas como Judha, perdeu cinco membros da família – sua filha e quatro netos – no terremoto, segundo Tanka.

Os esforços de ajuda do governo não se estendem à reconstrução da igreja, deixando a comunidade cristã necessitando urgentemente de assistência externa.

Um trabalhador da Barnabas Aid, identificado como Mahon, transmitiu a gratidão daqueles que recebem ajuda de organizações internacionais neste momento de crise.

O hospital local em Jajarkot continua lotado de feridos, o que levou as autoridades a transportar algumas vítimas de avião para Katmandu para tratamento.

A sobrevivente Geethakumari Bista compartilhou sua experiência angustiante com a BBC. Sua família foi enterrada sob os escombros de sua casa desabada, levando à trágica perda de sua filha mais nova, enquanto a filha mais velha era resgatada.

Os esforços de busca e salvamento enfrentam obstáculos significativos, uma vez que os deslizamentos de terra, provocados pelo terramoto, bloquearam muitas estradas, relata a BBC.

Após o terremoto inicial de 3 de novembro, três tremores adicionais foram sentidos em uma hora. Usuários das redes sociais e meios de comunicação locais transmitiram imagens da destruição, mostrando cidadãos procurando desesperadamente por sobreviventes.

Em 2015, o Nepal foi atingido por terremotos devastadores, que mataram 9 mil pessoas e feriram outras 22 mil. Estes acontecimentos sísmicos tiveram um impacto profundo nas infraestruturas do país, tendo a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV) relatado que mais de 800.000 casas, principalmente nos distritos ocidentais e centrais, foram destruídas ou danificadas.

Folha Gospel com informações de The Christian Today

The post Cerca de 20 igrejas foram destruídas após terremoto que matou mais de 150 no Nepal first appeared on Folha Gospel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *