18 cristãos morrem após ataque a uma igreja em Gaza

Em meio às explosões provocadas pela guerra entre Israel e Hamas, alguns cristãos achavam que seria mais seguro buscar abrigo na igreja.

Porém, na noite da última quinta-feira (19), 18 cristãos morreram após uma explosão, segundo a Portas Abertas. Eles estavam abrigados no complexo da igreja, apesar da ordem de evacuação da cidade.

O triste incidente ocorreu na Igreja Ortodoxa Grega de São Porfírio após um ataque aéreo em Gaza. A igreja é considerada a terceira mais antiga do mundo e fica na parte antiga da cidade de Gaza. Ela foi construída em 425, restaurada em 1856 e fica ao lado da mesquita Katib al-Wilaya.

‘Tanta dor e tristeza em Gaza’

Há discussões sobre quem realizou o ataque. Alguns acusam o exército israelense, mas a página oficial da Igreja Ortodoxa Grega desmentiu as acusações.

“O ataque aéreo foi um novo massacre e um ataque à herança cristã”, lamentou Atallah Hanna, arcebispo ortodoxo grego de Sebastia, em Jerusalém.

Um líder cristão na Cisjordânia também lamentou que o bombardeio tenha causado “tanta dor, tristeza e desesperança” entre os cristãos em Gaza.

‘Crime de guerra’

Em declaração oficial, os líderes da denominação em Jerusalém afirmaram que “a igreja continua comprometida em cumprir seu dever religioso e moral de fornecer assistência, apoio e refúgio aos necessitados em meio às contínuas demandas de evacuação.

O documento da liderança da igreja atingida continua: “Ter como alvo as igrejas e as suas instituições constitui um crime de guerra que não pode ser ignorado”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *